A estudar este livro

Que comprei ontem, com 30% na Fnac (fica a 13,16 euros), o “Cozinha Vegetariana para quem quer ser saudável”, da autora Gabriela Oliveira. Havia a versão “para quem quer poupar”, mas não tinha desconto 😛 Pelo que tenho percebido em referências neste livro, a diferença é que a versão “Para Poupar” ensina a fazer os ingredientes base deste livro, como o nosso próprio tofu, seitan, etc.

Ainda não li o livro todo, mas tenho marcado imensas receitas. São coisas simples, mas que têm óptimo aspecto. E há já algum tempo que quero reduzir a carne que consumo, por isso estou entusiasmada em pôr em prática algumas destas receitas.

Todas as receitas que já marquei como interessantes – podem ver que está a ser a loucura
Exemplo de umas sopas com óptimo aspecto e que pretendo experimentar ASAP. E a minha unha ali em baixo.

Recomendo a quem queira experimentar cozinha vegetariana. Hoje em dia, conseguimos arranjar muito boas receitas na Internet de forma gratuita, mas, honestamente, não há nada como um bom livro português que nos guie pelas bases de cada tipo de cozinha e com ingredientes que estejam facilmente ao dispôr no mercado português!

5 thoughts on “A estudar este livro

  1. Eu gostava de fazer uma alimentação vegetariana mas não a 100%. Ainda por cima é um tipo de alimentação que apetece bastante no verão, mas muito pouco no inverno..
    E claro que, para mim, não é para agora de certeza. Mudanças alimentares só depois da criança cá fora 😛 hehe
    Mas quanto a ti boa sorte com essas novas receitas 🙂

    1. Sim, a minha ideia também é não passar para o 100% vegetariano, pelo menos para já. Quem sabe se, com estas aventuras, ganho habilidade e se torne mais fácil cozinhar sem carne!
      Olha que, mesmo com a criança cá fora, acho que só passados uns meses, depois de passarem os primeiros meses de maior crise de choro 😀

      1. Como nasce no verão, sou capaz de começar a alimentar-me à base de saladas.. Depois logo se vê 😜 hehehe. Até porque vou ter peso para perder de certeza..

  2. Nós lá em casa optámos por deixar a vaca e o porco. Ainda comemos peixe e aves. Assim é mais fácil e já lá vai um ano e alguns meses. Depois o seitan, o tofu e a soja entram naturalmente na dieta quando procuramos alternativas. É fácil e bom. Fazemos exceções de vez em quando para os enchidos, que como bons portugueses, ainda não conseguimos abdicar totalmente. 🙂
    Mas eu confesso que vejo várias receitas na net da mesma coisa, e depois adapto ao meu gosto.

    1. Eu também já não como carne de porco, salvo raríssimas excepções, e vaca também é muito reduzido. Só quando almoço fora é que vou comendo vaca. A minha ideia é mesmo começar nos pratos vegetarianos mais elaborados para ganhar entusiasmo, porque já consigo fazer uma semana ou duas seguidas sem comer carne. Morar sozinha 90% do tempo facilita esta gestão 😀

Deixar uma resposta